Entidades marcam greve geral para o dia 19 de fevereiro
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
6/2/2018 - / Por Marianna Oliveira
 
FOTO MARIANNA OLIVEIRA

Mesmo com o calendário atrapalhado e preocupante do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, as centrais sindicais em conjunto com demais entidades estaduais, já marcaram a próxima greve geral contra a Reforma da Previdência: 19 de janeiro, dia previsto para a votação da PEC 287 no Congresso. 

A data já estava sendo discutida desde o ano passado, mas foi confirmada na reunião que aconteceu hoje, 06 de fevereiro, na Assembleia Legislativa de São Paulo. 

Houve rumores de que a Previdência poderia não ser votada no dia 19, mas sim, na última semana de fevereiro já que o Governo alega não ter os votos necessários para aprovar o texto. Entretanto, as entidades acreditam de que isso possa ser uma “arapuca” para despistar as mobilizações populares e enfraquecer os movimentos contra a PEC. 

José Gozze, que representou a Pública, Fespesp e Assetj, ressaltou a necessidade dos encontros semanais na Assembleia Legislativa até que a Reforma seja aprovada. “Enquanto não passar essa questão da Previdência, precisamos ter representação na Alesp. Já ganhamos causas importantes devido a nossa união nesta casa, é essencial que continuemos assim”, disse.  

No estado de São Paulo ficou definido que o ato acontecerá também no dia 19, a partir das 16h, no vão livre só MASP. Além disso, a ideia de pressionar os deputados nos aeroportos de grande circulação se mantém. Os representantes que não estiverem em Brasília, farão a “recepção” dos parlamentares em Congonhas e Guarulhos. 

A próxima reunião das centrais será dia 16 de fevereiro, às 10h, no auditório Paulo Kobayashi da Alesp.

Participaram da reunião: Pública, CUT, CSP Conlutas, Fórum das Seis, Assetj, Fespesp, Afalesp, Assojuris, Affocos, Sinjuris,, Apatej, Aescoesp, Sinspjud e AASP Brasil.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filiada à:
            
 
 
Links úteis:
        
      
 
 
 
Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
Rua Tabatinguera, 91 - São Paulo - SP - Cep 01020-001 - Fone: (11) 3291-4077
 
 
Agenda eletrônica