Delações da JBS não desestabiliza o Governo e Reformas ficam em evidência
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
29/5/2017 - Assetj / Por Marianna Oliveira
 
FOTO MARIANNA OLIVEIRA
Julio explicou a necessidade de mudar a regra dos itens da matéria

Há quase duas semanas o Governo Federal passa por forte turbulência em suas relações políticas. Surpreendidos pela delação do empresário Joesley Batista, dono da JBS, os parlamentares agora recorrem às votações das reformas da Previdência e Trabalhista para conseguir alguma sustentabilidade, tanto econômica, quanto política. 

No encontro desta segunda-feira (29), o deputado federal Arnaldo Faria de Sá (PTB/SP) conversou mais uma vez com as entidades sobre o cenário em Brasília. Depois da mudança do texto, o deputado afirmou que os quatros pontos mais importantes que devem ser defendidos incansavelmente pelos servidores são: regra de transição, retirada do relatório; pensão e aposentadoria; aposentadoria por invalidez e categorias de riscos (agentes penitenciários e guardas municipais).  

Quem esteve na capital federal para as manifestações das centrais na última quarta-feira, dia 24, foi o vice-presidente executivo do Sindilegis e diretor da Pública - Central do Servidor, Paulo Cezar Alves. “Na semana do ato, tivemos uma reunião com o relator da PEC. Ele nos fez uma proposta e nós recusamos. Precisamos reunir os servidores e insistir nesse momento, o governo está mostrando que está tudo bem mas nós sabemos que não está”, declarou Paulo. O deputado Arnaldo completou ainda que “o governo pode se aproveitar desse relaxamento, precisamos manter o foco e aumentar a concentração.”

​Por meio da imprensa, o Governo vendeu à sociedade que a única forma de sair da crise é aprovando as reformas. Em contrapartida, Arnaldo explicou que há chance de uma auditoria pública no Congresso em conjunto com a CPI, liderada pelo deputado federal Paulo Paim (PT-RS), sobre a Previdência. “JBS, Bradesco, Caixa Econômica e Banco do Brasil são umas das empresas que possuem dívida ativa com a Previdência e não são cobradas. O trabalho continua e nós vamos continuar investigando”, ressaltou. 

DOCUMENTO FINAL SOBRE A PEC 287

Na semana retrasada, o presidente do Conselho Deliberativo da Assetj, Julio Bonafonte, preparou um documento final sobre a PEC 287 e entregou pessoalmente aos 513 deputados da Casa. Nesse documento, assinado por entidades representativas de servidores públicos, Julio explica a necessidade de mudar a regra dos seguintes itens: tempo de contribuição e idade; regras de transição; aposentadoria especial (professores, diretores de escolas e policiais); aposentadoria compulsória; abono permanência; acréscimo de expectativa de vida; pensão mensal; aposentadoria e pensão e aposentadoria por incapacidade ou invalidez. ​​“A coisa está ficando pior, nós sabemos disso. Não podemos esperar para ver o que vai acontecer com o Temer, o corpo a corpo em Brasília tem que ser feito agora”, sustentou. 

A próxima reunião entre as entidades está marcada para o dia 12 de julho, às 9h, no escritório do deputado Arnaldo Faria de Sá. 

 
 
 
18/1/2021 - Governo do Estado de S. Paulo
Vacina do Butantan aprovada! Faça o pré-cadastro---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
18/1/2021 - Frente Paulista em Defesa do Serviço Público
Frente Paulista delibera ações em defesa da vida e do serviço público---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6/1/2021 - Assetj
Retorno TJSP---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6/1/2021 - Assetj
2021: problemas e desafios---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
15/1/2021 - Frente Paulista em Defesa do Serviço Público
MANIFESTO PELA VACINAÇÃO DE TODAS AS PESSOAS E EM DEFESA DOS SERVIÇOS PÚBLICOS---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
15/1/2021 - Brasil Pela Democracia
Panelaço #BrasilSufocado---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
1/8/2021 - Jornal Agora S. Paulo
Cidade de São Paulo estima vacinar 600 mil pessoas por dia---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
1/11/2021 - Fespesp
Twittaço contra o retorno presencial às aulas sem vacina---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filiada à:
            
 
 
Links úteis:
        
      
 
 
 
Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
Rua Tabatinguera, 91 - São Paulo - SP - Cep 01020-001 - Fone: (11) 3291-4077
 
 
Agenda eletrônica